Laringoscopia com espelho de Garcia

A visualização funcional da laringe é fundamental para chegar a um diagnóstico correto, por isso o ideal é que esse procedimento faça parte do exame físico de um paciente disfônico.

Em serviços de atenção primária, onde nem sempre há um profissional qualificado e o material necessário para a realização deste exame, pode-se observar clinicamente disfonias causadas por infecção de vias aéreas superiores ou por abuso vocal com duração inferior a 2 semanas. Outros pacientes, principalmente aqueles com fatores de risco para neoplasia de laringe (tabagismo, etilismo e idade avançada) e profissionais da voz devem realizar o exame assim que possível.

Tanto a laringoscopia indireta (realizada com espelho de Garcia) quanto a endoscopia laríngea (que pode ser realizada com endoscópios rígidos ou flexíveis) analisam as pregas vocais estática e dinamicamente, sendo possível diagnosticar lesões orgânicas e funcionais. Associada a outros recursos, como a estroboscopia e quimografia, é possível observar em detalhes as características da vibração da mucosa das pregas vocais.

laringoscopia-espelho-garcia